quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

RODANDO...

Rodando sobre o meu indicador
Como se eu fosse uma bailarina
Na ponta de um dedo acusador
Eu escondo minha face inquilina
Se existe algum tipo de razão
De está todo nu em cada esquina
O motivo é de chamar tua atenção
Jogar-me em ti sem pudor e sem batina
E ir rodar na palma seca da tua mão.

3 comentários:

  1. Está refém do amor é mais do que sofrer é o simples não desamar e sempre desejar sem nem
    mesmo rejeitar!

    ResponderExcluir